• 13 de janeiro de 2022

Videira decreta situação de emergência em decorrência da estiagem no município e região

Nesta quarta-feira (12), a Prefeitura de Videira emitiu o Decreto nº 18.596/22 que declara situação de emergência no município em virtude da estiagem.

Desde o segundo semestre de 2019, o acumulo de chuva encontra-se abaixo da média climática para a região do Meio Oeste Catarinense, causando desde então, grande defasagem hídrica e afetando diretamente o município.

Em 2021, o evento de estiagem ocasionou prejuízos expressivos na pecuária e lavoura, sendo constatado que rios, açudes e nascentes estão com nível de água abaixo do normal, afetando também as reservas de água nos poços para consumo humano das famílias que residem e trabalham no perímetro rural.

Diante da situação, a Defesa Civil emitiu parecer técnico reconhecendo a situação como emergencial, onde consta também os danos causados nas produções agrícolas, que de acordo com a pesquisa realizada pela Epagri, aponta um prejuízo financeiro de aproximadamente R$ 68 milhões.

Nos danos materiais, a pesquisa apontou que foram perdidas 378.813 sacas de milho-grão 1ª safra, 34.650 toneladas de milho silagem, 65.057 sacas de soja, 1.215.116 litros de leite, 142.500 quilos de pêssego, 134.250 quilos de ameixa e 1.516.000 kg de uva.

O Município tem buscado junto ao Governo do Estado de Santa Catarina soluções para minimizar os danos causados à produção agrícola pela estiagem.

Fonte: Prefeitura de Videira