• 18 de agosto de 2022

Réu é condenado a 15 anos de prisão por homicídio

O tribunal do júri condenou nesta quinta-feira, 18, Hewerton Gonçalves Morais a 15 anos e 9 meses de prisão por homicídio qualificado. Ele é acusado de matar Luiz Felipe Maceno em março de 2021, em Caçador. A pena será cumprida em regime fechado.

O júri foi realizado no Fórum da Comarca de Caçador, presidido pela juíza Rafaella Volpato Viaro. A acusação ficou a cargo do promotor Lucas Broering Correa, e como advogado de defesa atuou Carlos Luciano Piacentini.

Durante a sessão, o réu confessou o homicídio. Também foram ouvidas testemunhas que estavam junto com autor e vítima no dia do crime.

Nos debates, enquanto a acusação pediu condenação por homicídio triplamente qualificado, a defesa insistiu na tese do homicídio privilegiado, movido por forte emoção. O advogado mostrou ainda laudos que comprovam que o réu possui distúrbios psíquicos, como nível alto de estresse e ansiedade.

O júri que determinou a sentença foi formado por cinco mulheres e dois homens. Eles reconheceram o homicídio triplamente qualificado, por motivo fútil, meio que dificultou a defesa da vítima e meio cruel.

Mesmo com a condenação a 15 anos em regime fechado, a mãe de Luiz Felipe, Andrea Lopes, disse que a família esperava uma pena maior.

O caso

No dia 29 de março de 2021, durante a madrugada, o réu, Hewerton, 23 anos, acompanhado da vítima Luiz Felipe, 21, e mais duas pessoas, deslocaram até uma estrada do interior, próximo à rodovia SC-135, para ingerir bebidas alcóolicas e fumar.

Durante o trajeto, a vítima Luiz Felipe Maceno contou ao denunciado que era amigo das pessoas que haviam agredido Hewerton em uma briga que aconteceu em um posto de gasolina em dezembro de 2020.

Ao chegarem ao local, Hewerton, com o intuito de tirar a vida de Luiz Felipe Maceno, chegou por trás e o agarrou pelo pescoço, o agredindo com socos. Depois, desferiu golpes com uma pedra na cabeça da vítima. E mesmo depois de cair, Luiz continuou a ser agredido com chutes. E por fim, ainda foi atropelado.

Após o crime, Hewerton fugiu de Caçador e só foi preso no dia 05 de junho de 2021, quando foi encontrado no município de Jaraguá do Sul.

Fonte: Rádio Videira

Fique ligado nos conteúdos!

Receba atualizações, dicas, artigos e conteúdos especiais com prioridade!

Anuncie sua Empresa

Contrate uma assinatura e publique um selo para anúncio*